Assinatura RSS

Integrante da Chapa Renovação Médica esteve à frente da PEC de Carreira de Estado

Publicado em
Reprodução da revista Vox Medica n.º 50, de março de 2010

Reprodução da revista Vox Medica n.º 50, de março de 2010, pág. 24

O Projeto de Carreira Médica apontado pela chapa situacionista como solução definitiva para que os profissionais de Medicina se estabeleçam nos pequenos municípios gaúchos, na verdade tem como base a Proposta de Emenda Constitucional de Carreira de Estado (PEC 454/09), produto do trabalho de um dos integrantes da Chapa Renovação Médica, o colega Sami El Jundi. Enquanto atuou como diretor do Simers, ele teve papel fundamental em várias importantes frentes políticas, mas uma das mais significativas foi em Brasília, como articulador do Escritório Parlamentar do Sindicato na Capital Federal. Neste período, Sami teve a iniciativa de retomar o embrião do projeto (bandeira antiga do movimento médico), negociá-lo com a bancada do DEM, e redigi-lo, em parceria com o deputado Ronaldo Caiado (DEM/GO).

 Veja trecho da Revista Vox Medica, nº 50, de março de 2010 (pág. 25)

VoxMedica50-25-detalhe

O objetivo do escritório que tinha Sami à frente (estranhamente fechado por Argollo, apesar dos ótimos resultados alcançados, e que será reativado em breve por nossa chapa — leia abaixo as propostas de Política Sindical) era exercer influência sobre deputados federais e senadores para que eles acolhessem propostas de interesse da categoria, fazendo-as tramitar com maior rapidez.

Para se obter resultados na área médica são necessários esforço e conhecimento. Quem não exerce mais a Medicina, está longe da realidade profissional e fica sentado numa sala refrigerada o dia inteiro, jamais conseguirá desatar os nós que emperram as soluções dos problemas da categoria médica. Quatorze anos sem nenhuma grande vitória comprovam isso. Os médicos gaúchos não querem apenas serviços. Seu sindicato precisa ser muito mais do que um simples despachante. A Chapa Renovação Médica mudará esta realidade.

Reprodução da revista Vox Medica, n.º 50, de março de 2010, pág. 25

Reprodução da revista Vox Medica, n.º 50, de março de 2010, pág. 25

Nossas propostas

Política sindical qualificada e efetiva:

– Maior presença em negociações e menos gastos com apedidos e marketing inútil, a serviço apenas do culto à personalidade.

– Política sindical moderna e efetiva se faz com competência e elegância, sem agressões desnecessárias a autoridades.

– Treinamento e qualificação de negociadores, com vistas aos dissídios e acordos coletivos da categoria.

– Treinamento e qualificação dos diretores em temas sindicais, políticos, legislativos e jurídicos de interesse dos médicos.

– Atuação também na saúde suplementar, onde a ANS e os contratos com as operadoras de planos de saúde têm sido lesivos aos interesses dos médicos.

Reativação do escritório parlamentar do SIMERS, do qual saiu, entre outras propostas, a PEC da Carreira de Estado para Médicos. Questões relevantes para os médicos são decididas nos parlamentos estadual e federal e não podem ser tratadas de maneira pontual e amadora.

– Prioridade na inclusão de cláusulas em contratos de trabalho e acordos coletivos que considerem as especiais condições das mulheres na Medicina.

Diga não ao continuísmo. Vote Chapa 2!

Renovação Médica – Por representação digna, transparência e ética no Simers

Anúncios

Uma resposta »

  1. Pingback: Argollo quer “fazer” em 30 dias o que não fez em 15 anos | Renovação Médica

Queremos saber a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: