Assinatura RSS

Arquivo da tag: desrespeito

Site do Simers “descobre” a eleição

Publicado em

Tela-site-simers-eleição

Por voltas das 11h da manhã do dia 14 de março de 2013, o site do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul publicou pela primeira vez, desde 25 de setembro de 2012 (data do edital de convocação), uma pequena notícia sobre o processo eleitoral que ocorre na entidade. Casualmente, no mesmo dia em que se encerra o prazo para o envio do voto pelo correio, e que transcorre a votação presencial na sede do Simers.

Neste ínterim, nenhuma informação sobre como o associado deveria votar. Nem sequer uma mísera linha esclarecendo aos médicos de como proceder, caso não tenham recebido a correspondência contendo a cédula de votação. Nada quanto a prazos, ou à necessidade obrigatória da cédula estar dentro de envelope lacrado e remetido por agência dos correios a fim de ter validade eleitoral.

A atitude de omitir até agora um dos mais importantes momentos para qualquer entidade sindical, revela muito mais do que falta de transparência. Demonstra a absoluta falta de respeito com a categoria médica. Isso definitivamente tem que mudar!

Anúncios

Dê um fim ao desrespeito de Argollo

Publicado em

Qual o limite do desrespeito de Argollo para com a categoria médica? As tentativas de impedir a eleição (leia aqui)? A posse mediante ata ilegal (leia aqui)? A ação para suspender a decisão judicial que determinou a realização do pleito (leia aqui)? Todas são medidas recentes, mas essa mentalidade antidemocrática e forma de agir prepotente não são de agora. Vem de longa data. Mas não vamos longe. Em passado recente, em março de 2012, Argollo convocou Assembleia de Prestação de Contas (dentro do modelo show de costume, com a pouca transparência de sempre — leia aqui) e apresentação de planos de trabalho para o período de 2012 a 2016 (veja edital abaixo).

Edital-PC-2012-Carimbo

Seu mandato, porém, se encerrou em dezembro de 2012. Hoje ele atua em mandato tampão até o resultado da eleição (dia 19 ou 20 de março). Como pôde, então, projetar metas prioritárias para uma gestão que nem sabia se estaria à frente?  Somente a categoria médica, mediante o voto, pode decidir quem comandará sua entidade. Mas Argollo, já no início do ano passado, desconsiderava tudo e todos e dava como favas contadas que novamente não haveria eleição e ele, ao seu estilo, permaneceria presidindo o Simers — que toma como se fosse o quintal de sua residência, no qual faz o que bem entende. Uma completa falta de respeito com os médicos gaúchos.

A Chapa 2 — Renovação Médica sempre teve como seus principais objetivos apresentar a proposta de fazer um Sindicato digno, ético e transparente; revelar um Simers conhecido por poucos (diferente daquele empurrado boca abaixo por quilos de revistas, folders, apedidos, correspondências, etc.), e lutar para que o associado pudesse escolher seus dirigentes, democraticamente — e isso significa dar voz aos médicos para refendar até mesmo quem está no poder. O direito ao voto, para nós, é muito valioso. Seguiremos até o último dia de campanha com essa missão, devolver a Democracia ao Simers.

A eleição está em curso, graças a luta da Chapa 2 — Renovação Médica,  e se encerra somente no dia 14 de março (último dia para a postagem do voto por correspondência e  data para a votação presencial).  Dê um basta na arrogância pretensiosa. Dê um fim ao continuísmo de poucos resultados. Vote Chapa 2 — Renovação Médica.

%d blogueiros gostam disto: