Assinatura RSS

Arquivo da tag: médicos residentes

A verdade sobre os resultados da era Argollo — II

Publicado em

Resultados da era Argollo, publicados em seu site de campanha

Bolsa residência: Reajuste de 22% na bolsa de residência

Fórmula Argollo: Aproprie-se de ideias e projetos bem-sucedidos

A vitória dos médicos residentes, obtendo o reajuste e outros benefícios, foi fruto maior do trabalho de diversas associações de médicos residentes Brasil afora, e, principalmente, da mobilização de milhares de residentes que entraram em greve no ano de 2010, durante 30 dias. Médicos de todas as cores e bandeiras. Natan Katz, por exemplo, integrante da Chapa 2 — Renovação Médica, foi uma das lideranças a atuar forte na história recente do movimento de médicos residentes (assista ao vídeo, acima). Assim como ele, os colegas Marcelo Denes Lucho e Fábio Dantas Filho, que participaram da comissão estadual de greve em 2010, estão na nominata da Chapa 2. O Simers, apesar de ter oferecido apoio, auxílio logístico e financeiro a alguns segmentos do amplo movimento, não pode ser considerado o único, nem o principal responsável por essa conquista. Apropriar-se de vitórias protagonizadas por outras entidades e pessoas é uma total falta de respeito ao Movimento Médico.

Obs.:  E fomos surpreendidos positivamente ontem pela manifestação pública do atual presidente da Associação dos Médicos Residentes do Rio Grande do Sul (AMERERS), Diego Menegotto (embora não tenha assinado como tal ou feito referência), a favor da Chapa 2 — Renovação Médica.

Nossas propostas

No relacionamento e áreas de atuação com outras entidades médicas:

– Reconhecimento dos diferentes âmbitos de atuação e apoio ao exercício das prerrogativas de cada entidade médica e seu papel na construção de uma categoria forte e respeitada pela população, sem tutelas ou ameaças.

– Criação de um Conselho de Especialidades Médicas, de caráter consultivo, reunindo as direções das associações de especialidades médicas com o objetivo de assessorar a direção do SIMERS na abordagem de temas sindicais de interesse das diferentes especialidades.

– Criação de incubadora e estrutura de suporte ao funcionamento de entidades como a AMERERS, sociedades médicas por local de trabalho, pequenas cooperativas de trabalho médico e empresas coletivas de médicos (aquelas com finalidade apenas fiscal).

Leia: A verdade sobre os resultados da era Argollo

Resultados da era Argollo, publicados em seu site de campanha

Atendimento: As gerentes de relacionamento realizam 15 mil atendimentos individualizados por ano. Serviços contábeis: Mais de 18 mil atendimentos por ano. Serviços jurídicos: 27 mil atendimentos por ano, sendo 3 mil processos ativos.

Fórmula Argollo: Abuse do marketing de resultado

Isoladamente os números funcionam de forma positiva para categoria. Mas, se analisados com cuidado, eles poderiam ser muito maiores e com resultados bem mais eficientes. Se existisse uma adequada gestão de recursos humanos (leia: Argollo firma Terno de Ajustamento de Conduta com o MPT), teríamos colaboradores mais satisfeitos e melhor atendendo o associado. Caso houvesse um efetivo planejamento estratégico, poderíamos economizar recursos em apedidos, marketing e outros, concentrando investimentos nas áreas de defesa e afins.

 Nossas propostas

Reavaliação dos serviços, com a continuidade, melhora e ampliação dos que realmente interessam à categoria, através de:

– Austeridade na gestão, com foco em investimentos e controle da qualidade dos serviços: os melhores prestadores disponíveis para atender o médico quando ele necessitar.

– Política de valorização dos funcionários do SIMERS: são eles que atendem o médico em seu dia a dia e o bom exemplo começa na própria entidade.

– Extensão dos serviços do SIMERS à pessoa jurídica do médico associado, especialmente a consultoria e a defesa jurídica.

– Terceirização de serviços especializados e críticos como a defesa jurídica: médicos processados criminalmente não podem ser defendidos por advogados ganhando pouco mais que um estagiário! Nosso associado precisa da melhor defesa.

– Criação de serviço de atendimento e suporte aos médicos vitimados pelas más condições de trabalho e pelo estresse profissional, incluindo o burnout, alcoolismo e abuso de drogas, depressão, entre outras. Essas patologias são altamente incapacitantes e geradoras de preconceito, sendo capazes de destruir a vida profissional do médico.

Diga não ao continuísmo. Vote Chapa 2!

Renovação Médica – Por representação digna, transparência e ética no Simers

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: